São Paulo fatura o prêmio Diamante no Mundial do Queijo de Araxá

12-08-2019

A  paulistana Vanessa Alcoléa (foto), produtora de queijo em Pardinho, interior de São Paulo, foi a vencedora do Concurso Mundial do Queijo, o primeiro  da categoria na América na Latina, realizado em Araxá, de 8 a 11 de agosto, no Tauá Grande Hotel. O queijo campeão concorreu com mais de mil peças inscritas, que foram avaliados por 93 jurados de várias partes do mundo para eleger os melhores sabores.

O evento foi realizado pela Associação SerTãoBras, dirigida pela Mestre Queijeira Débora Pereira, que é jornalista da revista Profession Fromager na França. Os queijos foram separados em 60 mesas, de acordo com a categoria de fabricação. Cada mesa contou com 20 queijos e três jurados, que avaliaram os quesitos aparência, textura, sabores e odores. A nota foi dada queijo a queijo, quesito a quesito, sem que os jurados conhecessem a procedência.

Foram avaliados 955 queijos, sendo que 245 pontuaram, com a seguinte classificação: 21 Super Ouro, 31 Ouro, 76 Prata e 113 medalhas de Bronze. Cada jurado escolheu um queijo de sua preferência. Entre os 21 classificados como Super Ouro, foram apontados os 15 melhores, sendo seis de São Paulo, quatro de Minas Gerais, três da França, um da Austrália e um da Itália.

O melhor entre os melhores do Mundial recebeu o troféu Diamante. Segundo a produtora Vanessa Alcoléa, o queijo vencedor é proveniente de uma receita exclusiva, com dez meses de maturação e casca lavada semanalmente.

O Mundial do Queijo atraiu milhares de pessoas, sendo muitos visitantes, ao parque do Barreiro. Além dos competidores, o grande público pode apreciar amostras de queijos e lanches diversos nas barracas armadas na parte externa, além de shows em todos os dias do evento. Na Feira de negócios a degustação contou com amostras de queijo, café, vinho, doces, e cachaça.

O processo de escolha dos melhores queijos do mundo foi supervisionado pelo presidente da Associação dos Queijeiros da França e líder do concurso, Claude Maret. Em junho do ano passado, aconteceu a quarta edição do Mondial du Fromage, em Tours, na França. O concurso premiou os melhores queijos do mundo, competindo com 950 queijos de 40 países. O Brasil conquistou 58 medalhas entre Super Ouro, Ouro, Prata e Bronze. Só a região da Serra da Canastra em Minas Gerais conquistou 24 medalhas. Foram premiados também a região do Serro –MG, Araxá, São Paulo, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pará e Goiás.