Mutirão entrega 800 cestas para combate à fome na pandemia

08-04-2021

Mais de 800 cestas básicas começam a ser distribuídas para famílias ou pessoas cadastradas no Programa Municipal "Alimentando Quem Precisa". A doação de alimentos e produtos de limpeza estão sendo entregues pela Secretaria Municipal de Ação Social nas residências dos beneficiados.

O programa visa combater a fome daqueles que estão em vulnerabilidade social ou perderam seus empregos devido à crise causada pela pandemia,
como é o caso da dona de casa Daiane Augusta Marques de Oliveira.

Moradora do bairro Pão de Açúcar 4, desde que o marido sofreu um acidente de trabalho, o casal, que tem duas crianças, uma de 4 e outra de 8 anos, está vivendo da ajuda de outras pessoas. “Por enquanto estamos correndo para tentar aposentar meu marido. Enquanto isso, estamos sem renda. Temos passado muita dificuldade, de depender de outras pessoas para comer. Teve dia que não tinha nada (para comer), e ver os filhos passando por isso é de cortar o coração de qualquer mãe. Essa cesta da prefeitura vem em boa hora. Eu realmente não sei o que seria de nós se não fosse essa cesta”, diz.

Apesar de uma história de vida diferente de Daiane, a situação da família de Gabriela Cristina da Silva, também moradora do Pão de Açúcar 4, não é diferente. Ela tem três filhos e hoje sobrevivem apenas com o auxílio BPC (Benefício de Prestação Continuada) de um dos filhos que é autista. "O armário está vazio. Essa cesta traz esperança de ter comida para a gente passar essa fase difícil, da pandemia", diz.

As famílias de Daiane e Gabriela estão entre as cerca de 1.200 famílias cadastradas no Programa "Alimentando Quem Precisa". E a demanda tem aumentado cada vez mais nos últimos meses. As famílias ou pessoas que necessitam do benefício devem realizar os cadastros nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e nos Núcleos de Convivência. Uma equipe de capacitada realizará a análise dos dados e avaliação dos cadastros para concessão ou não do benefício.  O objetivo do município é reduzir o impacto social gerado em consequência a pandemia do coronavírus.

De acordo com a secretária municipal de Ação Social, Cristiane Gonçalves Pereira, a entrega está sendo feita em caráter de mutirão. “Até o próximo sábado vamos entregar em domicílio mais de 800 cestas para famílias em situação de vulnerabilidade social. Até o ano passado, a secretaria tinha uma demanda de 30 cestas por dia. Hoje, esse número dobrou e temos atendido uma média de 60 solicitações diariamente em função da pandemia. O prefeito Robson Magela solicitou desde o início da gestão um empenho grande para contemplar aqueles que realmente precisam, principalmente, neste momento”, destaca.

Novos Cadastros

Para realizar o cadastro as famílias ou indivíduos devem comparecer aos Cras ou Núcleos de Convivência mais próximo da sua residência
, com os seguintes documentos.

- Documentos pessoais de todo o grupo familiar (RG, CPF e Certidão de Nascimento);

- Comprovante de renda de todos os que trabalham na casa

- Comprovante de Residência

- Comprovantes de gastos fixos (aluguel, água, energia e/ou medicação em casos de pessoas com doenças crônicas na família).
Endereços Cras e Núcleos de Convivência

Segue abaixo os endereços dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e nos Núcleos de Convivência para cadastro. É bom ressaltar que durante a Onda Roxa, imposta pelo Governo de Minas Gerais para frear o avanço da Covid-19, estão em funcionamento apenas os Cras Abolição, Cras Francisco Duarte, Núcleo Santo Antônio e Núcleo Pão de Açúcar.

- Cras Abolição - R. Marcolino Coelho Borges, 390 - Tel: 3662-8103

- Cras Francisco Duarte - R. Antenor Silva Soares, 300 - Tel: 3691-7119
- Núcleo Pão de Açúcar - R. Eurindo Barbosa Lacerda, 245 - Tel: 3691-7150

- Núcleo Santo Antônio - R. Luís Dumont Fonseca, 215 - Tel: 3691-7101

- Núcleo Boa Vista - R. Tereza Guimarães, 15 - Tel: 3664-2985

Ascom PMA