Duplicação e pedágios da BR 262 são temas de Fórum Comunitário

05-09-2019

A Câmara Municipal realizou, nesta quarta-feira (04/09), Fórum Comunitário para debater a situação do processo de duplicação da BR 262 e a possível suspensão da cobrança dos pedágios. O encontro solicitado pelo Vereador Luiz Carlos (Podemos) foi dirigido pelo Vice-Presidente da Casa da Cidadania, Vereador Fárley Cabeleireiro. Além dos parlamentares, a sessão contou com a participação do Sr. Thales Pimenta Carvalho, Coordenador de Exploração da Infraestrutura Rodoviária da Unidade Regional em Minas Gerais – ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

Também estiveram presentes o Dr. Élvio Bertoni, Secretário Municipal de Segurança Pública e Cidadania; Sr. Antônio José Gundim, Prefeito Municipal de Pedrinópolis e representante da AMPLA; Sra. Heligiane Cleice Pereira, representante da 33ª Subseção da OAB; Romero Gaspar da Trindade, inspetor da Polícia Rodoviária Federal; Flávio de Morais, representando a empresa Vera Cruz Transportes e Cargas; Max Dias, da empresa Mader Transportes e assessores de Prefeitos e Vereadores da região.

O Vereador Luiz Carlos lamentou a ausência de um representante da Triunfo Concebra, Concessionária da BR 262. A empresa expediu uma mensagem justificando a ausência por falta de agenda disponível e elencando alguns pontos em relação às obras de duplicação da via e sua situação contratual. O Vereador justificou a solicitação do Fórum pela falta de informação quanto ao andamento da obra e reclamações de usuários que utilizam a rodovia diariamente. Ele também citou a situação de alguns ex-funcionários que foram demitidos e aguardam a liberação do FGTS.

Thales Carvalho informou que a ANTT realiza o serviço de fiscalização e regulação nas rodovias e confirmou os aspectos levantados pela Triunfo em documento lido pelo vereador. Ele alegou as dificuldades de uma solução imediata uma vez que o contrato foi judicializado. As lideranças presentes apoiaram a proposta do Vereador Luiz Carlos de elaborar um documento único pedindo a suspensão do pedágio e que órgãos competentes estudem meios e providências para que a duplicação da rodovia.

O documento contará com a assinatura de agentes políticos dos municípios mineiros localizados entre Nova Serrana/Uberaba e será protocolado no Ministério de Infraestrutura (DF) por uma comissão de representantes da região.

Ascom Câmara Municipal de Araxá